escorpião: o silêncio
Sem categoria

escorpião: o silêncio

escorpião: o silêncio

o que é escorpião? um arquétipo do elemento água em seu princípio fixo.

quando imaginamos o poço profundo de onde retiramos água com balde, estamos diante de uma imagem escorpiana: escorpião são as fontes e nascentes de água, a água subterrânea, que está abaixo do lençol freático: água pura, rica, solvente. 

a qualidade mais pura do elemento água está em escorpião, a mais potável: mas até encontrá-la atravessamos um caminho sombrio, úmido e solitário: a travessia escorpiana.

“Fica em silêncio, cultiva teu próprio poder interno”

(jung)

o signo das crises, melancolias, angústias e suspeitas: a desconfiança é escorpiana. 

observo, sinto, percebo, escuto, guardo, recolho: levo para minha gruta e remoo. remorços, mágoas, rancores e obstinações, os pactos mais íntimos e profundos que fazemos com nós mesmos: “nunca deixarei ninguém se aproximar de novo”; “eu prometo que não vou mais me expor”.

escorpião apesar de intenso e maduro, pode ser sensível como uma criança enganada, a criança traída: “nunca mais vou confiar.”

pode sentir uma profunda mágoa por ter sido invadido sem ser consultado, não quer ser decifrado, deduzido, simplificado: os caminhos da superfície são desinteressantes, assim como o óbvio, o claro, o razo, o visível, o trivial, o dito. escorpião quer o oculto, quer descobrir, com faro de detetive, o que está por trás das coisas: o que está por trás da palavra usada, do gesto, da casa, da rotina, da vida.

um caçador de mistérios: a paixão é seu motor máximo, primordial. sua fé é envolvimento/fusão profunda com algo, alguém ou com o sobrenatural. nada menos que isso.

rico em saberes místicos, magia, mistério e sedução.

a idade simbólica associada a escorpião é dos 28 aos 31 anos, tempo que levamos para sair da adolescência libriana, por onde vivemos desde os 15. (ver texto de libra)

a chamada crise dos 30 ou travessia de saturno é um tempo associado a escorpião: um período de quebra de máscaras e autoafrontamento, em que eu tenho que me ver. de frente e de costas e saber quantas de mim eu sou.

escorpião é bom nisso: em se ver, se mergulhar, se investigar. detetive competente de si mesmo.

cavernas e grutas são partes da natureza em que podemos ver a força, o poder e a influência guardada de escorpião.

o signo dos segredos, onde há escorpião há segredo. amuletos, cristais, símbolos, força, tarô, estudos psíquicos.

a transformação está associada, portanto, a escorpião, assim como os processos de morte e renascimento (são a mesma coisa): a experiência sexual é atribuída a escorpião: a experiência sexual pode ser uma experiência de morte, a morte do um: o ato da fusão carne-corpo-espírito-alma: um transe escorpiano. 

assim como se diz que nossas fantasias sexuais, nossa sexualidade é a porta de nosso conteúdo oculto, guardado, em segredo nas cavernas do inconsciente.

escorpião é o caminho por trás do caminho. em escorpião aprendo que há vida além da vida: em escorpião entendo que vida eu encanto, morte: desencanto, amargura. 

escorpião está caminhando, quase pronto para o novo rumo de sagitário, mas como ir em direção ao horizonte carregado de impressões antigas: renúncia é a lição do processo escorpiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selecione sua moeda
EUREuro
Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos te ajudar?