Primavera e dieta, por Dr. João Curvo
Vida Saudável

Primavera e dieta, por Dr. João Curvo

Primavera e dieta, por Dr. João Curvo

A primavera inspira o novo. Criação e formas subjetivas de renascimento fazem parte das prescrições para esta estação. Buscar sentir a brisa da manhã e olhar o que já se conhece com olhar de primeira vez, faz parte dos exercícios para perceber e viver a energia da primavera. Nesta estação, o órgão alvo é o fígado, onde ocorrem centenas ações de síntese e de depuração. Tudo o que ingerimos, ao ser absorvido pela circulação, passa pelo fígado. Sentimentos de raiva ou rancor estagnam a energia do fígado e contraem músculos e tendões.

Dentro da ideia do novo e da depuração, estão indicados alimentos viçosos (cheios de vida), hortaliças que estejam crocantes, frutas frescas e água.

Uma Dieta para Primavera

De manhã:

  • Suco Verde feito com 2 folhas de couve, 1 maçã, 1 lasca de gengibre, suco de 1 limão, 1 colher de sopa de salsinha ou hortelã e 1 copo de água.
  • Um tipo de cereal é indicado. Energeticamente, os cereais são vistos como alimentos que precisam de luz e crescem para fora. São Yang, combinam com o movimento de vida da primavera. Sendo assim, escolher entre 2 torradas (de pão integral ou de arroz), aveia em flocos ou quinoa (2 colheres de sopa).
  • Um tipo de queijo magro: cottage ou creme de ricota ou queijo minas frescal.
  • Mamão ou Melão (200 g) ou 1 laranja (comer com o bagaço)

No Intervalo entre o desjejum e almoço: 1 Fruta fresca (escolher entre maçã, pera, tangerina, banana prata, melão, melancia, abacaxi, mamão).

Chá de Dente de Leão (depurativo de toxinas do fígado) é indicado – 300 ml

Almoço:

  • Iniciar com um prato fundo de salada crua temperada com limão e azeite. Sempre que possível inclua brotos de feijão ou de alfafa. Legumes cozidos também estão indicados, para acompanhar o prato quente.
  • Entre os carboidratos, os mais indicados numa dieta energética na primavera são os cereais. Escolha entre arroz integral, “Sete Cereais”, cevadinha, milho, painço, quinoa, couscous marroquino – Sirva-se até 3 colheres de sopa.
  • Dê preferência as carnes brancas de aves ou peixes. Opção vegetariana: feijão branco, feijão fradinho, feijão carioquinha, to-fu

Entre o almoço e jantar: 1 fruta fresca ou Leite de Arroz (250 ml) ou 200 gramas de batata doce cozida.

Chá de hibisco ou de folhas de abacateiro ou cavalinha – 300 ml

Jantar:

As chamadas “sopas simples”, assim denominadas por terem só até 3 vegetais e temperos de ervas caseiras, são bem indicadas à noite. Para quem não gosta ou quer variar a opção de jantar, está indicada a quinua, cevadinha, milho ou arroz ( 3 colheres de sopa), acompanhado de vegetais cozidos e uma proteína “magra” assada ou grelhada (peixe ou peito de frango). Opção vegetariana: cogumelos ou to-fu cozidos ou grelhados.

Antes de dormir: Iogurte, coalhada ou kefir são indicados como formas de ingerirmos probióticos para uma boa saúde dos intestinos. Caso queira um sabor mais doce, inclua frutas secas (2 damascos, 2 ameixas secas ou 1 colher de sopa de uvas passas) ou uma colher de sopa de uma geleia sem açúcar.

Ainda como parte dos exercícios da primavera: devemos limpar nosso armário, tirar os papeizinhos velhos, dar as roupas que não mais usamos e fazer uma limpeza para reduzir os ácaros da casa. Para nos purificar devemos remover as picuinhas e rancores armazenados. Sentimentos de raiva fazem mal ao fígado e estagnam nossa energia. O momento é de movimento, de perdão e leveza. Uma boa primavera abre as portas para um bom verão. Boa primavera!

assinatura-joao-curvo

Livro As Cinco Estações do Corpo
Livro As Cinco Estações do Corpo

Comprar

 

 

 

6 thoughts on “Primavera e dieta, por Dr. João Curvo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos te ajudar?