Sobre boatos
Quarta Gloriosa

Sobre boatos

Sobre boatos

Estive pensando esses dias sobre a Internet e sobre o quanto acho fantástica a velocidade das informações trocadas no dia a dia. Acessamos nossos contatos, amigos, pessoas queridas, vemos suas fotos, buscamos informações úteis e por aí vai. Considero esta ferramenta incrível, mas ao mesmo tempo, existem coisas chatas que surgem ao longo da vida e que com o auxílio da Internet, tornam-se mais irritantes ainda. Uma delas é o boato.
O boato surge como resultado de um “telefone sem fio”. Algo acontece com a vida de alguém, as pessoas ao seu redor ouvem sem muitos detalhes e tiram suas próprias conclusões, afinal somos diferentes e temos vivências diferentes. A interpretação é livre. O erro está quando falamos isso a alguém e isso se torna uma “verdade absoluta”.
A partir do momento em que espalhamos essa informação, as consequências podem ser variadas. A pessoa vítima do boato pode se sentir ofendida, pode se sentir constrangida e ter sérios problemas de aceitação e autoestima. Ou seja, não é um hábito legal e saudável para quem é o centro do assunto e nem para quem espalha, pois no momento em que é a verdade é revelada, quem criou a informação errada perde credibilidade e pode até ser processado.
No dia a dia, vemos esse tipo de coisa com muita frequência. Seja em um ambiente de trabalho ou na própria família, o boato é como algo podre que vai acabando com o que há de mais valioso em uma relação: o respeito e a paz. Por isso, a mensagem que deixo hoje a vocês é, cuidado com as informações que recebe, seja superior, procure a fonte, só comente algo se for realmente necessário e principalmente, se for alguém que você tem intimidade.
Beijos e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos te ajudar?