Curiosidades sobre o Réveillon
Arte & Cultura

Curiosidades sobre o Réveillon

Curiosidades sobre o Réveillon

Amanhã é dia de se despedir do ano que passou e recarregar toda a bateria curtindo bastante a virada do ano. Tradicionalmente, a maioria dos brasileiros se veste de branco, se reúne com amigos e família e vão conferir os fogos perto de uma praia. Essa é uma das principais práticas, mas sabemos que existem muitas outras. Hoje, a gente te conta um pouco sobre a origem desta data comemorativa com direito a curiosidades pra lá de interessantes.

História e curiosidades sobre o Réveillon

Réveillon vem do verbo francês réveiller, que significa “acordar”, ou seja, a virada é o despertar de um novo ano. Tudo novo de novo. A palavra surgiu no século 17 para identificar eventos muito populares entre os nobres franceses: jantares longos e chiques, que iam até depois da meia-noite, nas vésperas de datas importantes. Esses regabofes gastronômicos noturnos eram realizados várias vezes ao ano, mas com o tempo foram ficando somente para a virada do ano mesmo.

No século 19, o Réveillon virou moda nas colônias e áreas de influência da França – que eram muitas, já que ela era a superpotência cultural da época. No Brasil, os primeiros Réveillons foram realizados na corte de dom Pedro 2º, no Rio, e logo copiados pelas elites paulistas. Mas alguns detalhes foram incorporados depois, recheando o jantar francês com um sincretismo bem brasileiro.

Curiosidades

“Adeus, Ano Velho!”

É a música mais famosa do Réveillon brasileiro. Ela foi feita em 1951 por Chico Alves, com letra de David Nasser.

Pular sete ondas

Esse hábito veio do candomblé. Para os adeptos do candomblé, o sete é um número mágico e a maré simboliza o contato com a divindade mãe de todos os orixás.

Feriado mais antigo

O Ano Novo é o feriado mais antigo do mundo. Ele já era comemorado na Babilônia 4 mil anos atrás.

Dia da paz

Em 1968, o papa Paulo 6º escreveu uma mensagem lançando a ideia da comemoração do Dia Mundial da Paz. A data de 1º de janeiro é reconhecida pela ONU (Organização das Nações Unidas) como o Dia da Confraternização Universal, ou seja, do diálogo e da paz entre os povos

Promessas

As promessas feitas na passagem de ano não são uma tradição recente. Os babilônios já as faziam há 4 mil anos. Eles juravam que, tão logo acabassem as festas, devolveriam equipamentos de agricultura que haviam sido emprestados por amigos.

Romanos

Os romanos começaram a tradição de trocar presentes na véspera do Ano Novo. Eles davam mudas de árvores sacradas uns aos outros, como símbolo de boa sorte. Até hoje a tradição permanece.

Quebrar pratos na véspera

Na Dinamarca, era sinal de sorte encontrar louças quebradas na porta de entrada de casa no dia do Ano Novo. Por isso, os dinamarqueses costumavam quebrar pratos na véspera do Ano Novo e colocá-los na porta da casa dos amigos

Réveillon no cemitério

Em Talca, uma pequena cidade chilena localizada a 255 km de Santiago, os moradores têm o costume de passar o Ano Novo no cemitério, junto aos familiares mortos. As portas do local se abrem sempre às 23h45 do dia 31 de dezembro, para que as pessoas possam virar o ano ao lado das tumbas.

Último Réveillon do mundo

O último lugar do mundo a comemorar a chegada do novo ano é Samoa, no Oceano Pacífico. O primeiro é a Ilha Pitt, na costa Oriental da Nova Zelândia.

Boas entradas, boas festas e até a próxima!

Brincos Patuá Bemglô
Brincos Patuá Bemglô

Comprar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir Chat
Precisa de ajuda?
Olá, como podemos te ajudar?