Influenciadoras indígenas que você PRECISA conhecer!
Atitude Bemglô

Influenciadoras indígenas que você PRECISA conhecer!

Influenciadoras indígenas que você PRECISA conhecer!

Em pleno Abril Indígena, hoje vou apresentar para vocês três influenciadores que estão quebrando preconceitos e estereótipos através das redes sociais.

Maíra Tatuyo é uma jovem de 22 anos que viralizou na rede de vídeo ao lado, mostrando a sua cultura e a rotina da sua comunidade, situada à margem do Rio Negro, em Manaus. Ela já ultrapassou a marca de seis milhões de seguidores nas redes sociais. Começou a gravar seus conteúdos durante o isolamento social causado pela covid dezenove, quando sua aldeia parou de receber visitas. Seus vídeos acumulam mais de 80 milhões de likes, o que rendeu a ela uma reportagem no jornal americano The Washington Post.

Alice Pataxó ganhou repercussão nacional e internacional ao participar da COP26, a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas em Glasgow, sendo porta-voz da defesa do meio-ambiente e dos direitos indígenas. Alice foi indicada pela ativista Malala, a mais jovem vencedora do Prêmio Nobel da Paz, como uma das mulheres do mundo que estão “levando suas vozes e experiências” ao evento. Olha que grandiosa! Alice é uma influenciadora digital indígena que fala sobre a preservação da cultura Pataxó.

O Coletivo Tibira, um coletivo indígena LGBT, é considerado a primeira mídia do Brasil especialmente voltada a essa pauta. São jovens de diversas etnias, como Tuxá, Boe Bororo, Guajajara, Tupinikim e Terena que lutam por expandir visibilidade às narrativas de indígenas gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transgêneros de todo o país.

Pra gente ficar por dentro e somar de verdade, é importante que ampliar nossas fontes de conhecimento. Ler autores, conhecer a arte, o artesanato, cinema, música indígena é importante. Afinal, a internet pode ser uma ferramenta de educação e libertação. Vamos usa-la da melhor forma!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.